Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Como Irmãos

Uma coisa muito discutível: amizade entre homens e mulheres. A maioria das pessoas - porque podemos excluir os que já assimilaram esse tipo de amizade - adora apontar para dois amigos de sexos opostos e dizer que está "rolando algo a mais". Ou, no mínimo, questionam se realmente não está - e aí até os que já assimilaram acabam questionando. Acontece que sim, é possível um homem e uma mulher serem melhores amigos. Existem inúmeras provas vivas disso, basta apenas olhar ao seu redor.

O maior problema para a aceitação geral deste fato é como as pessoas viviam e como vivem agora. Antes, os valores e a relação entre as pessoas - tudo mais formal, mais respeitoso - eram diferentes. Hoje, homens e mulheres são iguais, nas suas devidas proporções - as vezes tão iguais que já não se sabe mais quem é o que, com todo respeito. Hoje não existe mais a formalidade, o respeito de um para o outro. Todos falam e fazem tudo o que querem.

Isso interfere no modo de olhar para uma amizade entre …

Caminhos da Cidade

Ando pela cidade,
Não sem rumo,
Só saudade.

Ando pela cidade
Sem caneta,
Só guiado por palavras,
Palavras de qualquer idade.

Ando pela cidade
Sem minha tela,
Só cores
Me fazem ter cautela.

Ando pela cidade
Sem um script,
São os atos dos que atuam
Que me botam a sorrir.

Ando pela cidade
Sem meus flashes
Os faróis e postes
Já iluminam por aqui.

Ando pela cidade
Sem meu livro
É só olhar, com isso me contento,
Observatório de conhecimento.

Ando pela cidade
Só ando por aí
Calculando com meus dedos
Olhando a folha a cair,
Gravidade!
O vapor do que evapora a subir

Prédios que se erguem
Orgulhos que se perdem
Mas minha arte continua
Firme, forte
Nada abala aquela estrutura

Ando pela cidade
Sem pauta,
São os sons a zunir
Que vão me fazer sentir.

Na cidade tudo aflora
Na cidade tudo mora
Na cidade tudo vive, tudo morre
É um drama, é um porre.

É de noite, é de dia
Que agonia!
A vida de um artista,
Tanto faz a sua arte,
É só andar na cidade.

Ando pela cidade
Com um rumo, um caminho
O da arte.

Até mais ver, Morte.

O Infinito, 21 de Outubro de 2010 (data humana)

Cara Vida,

Penso que entramos em conflito novamente. Sei que você adora dizer que este é um problema que devemos resolver. Mas, como poderíamos? Somos completamente opostas!

Este é provavelmente o momento em que você diria "mas necessárias". Bom, vamos analisar os fatos, está bem?

Você, para o homem, é milagrosa. É bela, branca, pura. Eu sou obscura, macabra, triste. Na verdade, não sei de onde eles tiraram todas aquelas imagens sobre nós, concorda? Certa vez vi um livro de um homem - que ainda não conheci, mas, como é natural, conhecerei - em que ele dizia que minha imagem era simplesmente a que um humano vê no espelho.

Isso foi muito bom! Os humanos me surpreendem, as vezes. Alguns deles tem um coração puro, sensível. É bonito de sentir. Mas a maior parte são vazios, insípidos. Chega a ser nojento, algumas vezes.

Mas, a imagem que eles têm de mim simplesmente acaba comigo. E é algo pessoal, sim. Eles não querem morrer, então …

Dez

Hoje é dia 10, do mês 10, do ano dois mil e DEZ. E agora são 10:10 minutos.

Nesta data super especial, comemoro o aniversário da minha tia, o aniversário da minha amiga, e o 9 anos que conheço Harry Potter. E neste 10/10 em especial, comemorei o aniversário da minha tia avó, porque fizeram a festa em um dia diferente.

Não tenho muito o que escrever, só queria deixar registrado esse dia curioso. Não se esqueça de fazer seu pedido!



dez ten zehn tien عشرة десет diez 十 열 dis dix δέκα עשר dieci десять on

Botações

Antes que você diga "o que raios essa menina colocou no título", apesar de eu ter certeza que você já disse isso, eu vou explicar contando uma história bem nostálgica, que remete a um passado remoto (ou não, né) da minha vida, quando eu era uma garotinha que não sabia falar direito.

Eu acho que sempre gostei de votações. Naquela época eu decidia tudo por votações, que eu simpática e ingenuamente chamava de "Botações". Era bem democrático. Começavam a discutir qual sabor de pizza era melhor e logo eu aparecia com a idéia "vamos fazer uma botação!". Ficavam na dúvida de que filme ver, e prontamente eu resolvia a situação.

E então eu cresci e a democracia ficou um pouquinho mais séria. Pequenas eleições na escola para representantes de classe ou grêmio estudantil. Até uma certa época, em meu desespero em participar, eu me candidatava e recebia uns dois ou três votos no máximo. Mas não importava, era legal mesmo assim.

E então eu cresci mais ainda e fiz deze…