Pular para o conteúdo principal

Selo de Qualidade

Meu primeiro selo, que me deram no dia seguinte do meu aniversário. Um baita presentão!

Por falar em meu aniversário, ele foi muito bom e a minha amiga me conseguiu "replys" (respostas) no twitter de três pessoas "famosas" que eu adoro muito, me desejando feliz aniversário. Um deles até disse meu nome mesmo, além do meu endereço (não sei como explicar essas coisas de um modo que os leigos em twitter que lêem esse blog possam entender, mas tudo bem).

De qualquer forma, o presente que ganhei, o selo de qualidade, é esse aqui embaixo e foi entregue pela Maiara, do blog Entrelinhas (muito obrigada, querida):


E com esse selo tenho que indicar 10 blogs (e avisar seus donos, claro) e falar 10 coisas sobre mim. Então vamos lá:

Os Blogs:

- http://cronicasdachica.blogspot.com/
- http://complexodecassandra.wordpress.com/
- http://antesdodiaterminar.blogspot.com/
- http://andersontomio.blogspot.com/
- http://denovomaisumavez.blogspot.com/
- http://anaclaraqs.blogspot.com/
- http://ariannecarla.blogspot.com/
- http://vouvivendoavidalevemente.blogspot.com/
- http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/
- http://segredoentreamiguxas.blogspot.com/

10 coisas sobre mim:

- Minha maior inspiração é meu avô jornalista;
- Meu maior vício alimentar é chocolate;
- Ninguém pode tocar nos meus livros sem antes uma aula de como fazer isso (eles são meus xodós);
- Quando leio ou escrevo estou no meu mundo, na minha vida de verdade;
- Sou fã de Elton John desde sempre;
- Mesmo que todos que não se encontram na minha situação achem um absurdo, eu gostaria muito de ter irmãos;
- Hoje vi um mendigo sentado em frente à uma vitrine de livraria, olhando para os livros, e fiquei tocada;
- Daqui um ano exatamente pretendo contribuir ativamente com o greenpeace, inclusive doando dinheiro e tudo o mais;
- A natureza me facina;
- Sou considerada nerd.

Bom, é isso. Meu primeiro selo. Estou feliz!
Feliz Ano Novo pessoal!

Comentários

  1. Parabéns pelo primeiro selinho e agradeço teres lembrado em mim...

    Que teu 2011 seja lindo e com tudo que desejares!

    beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Olá Letícia! Muito obrigado pelo carinho! Gostei muito do selo; mais tarde eu passo para pegar o presente... Que 2011 seja de sucesso,paz e amor pra ti. Bjs!!!!

    ResponderExcluir
  3. oinn linda!!hum humm ganhei um selinho, eu já tinha esse selo, mas vou la no post e colocar que ganhei de vc tbm!(isso fico meio confuso) ahhhh quem foram os três famosos hein? e hahaha vc explico muito bem sobre o twitter ahh eu tenho twitter @_julinhalovers, eu não sei o teu twitter me passa que eu te sigo.. bjinhos;*

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado pelo selo. Amei você ter lembrado de mim. Porem, como já o tenho, não o postarei novamente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Um feliz ano novo para ti. Que cada dia desse ano que vem traga chuvas de felicidade e amor para sua vida.

    Ah, tem uns selinhos para você no meu blog, depois passa lá para buscar.

    http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2010/12/abertura-do-novo-caderno.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Me pergunto porque não conheci seu blog antes. Você fala da minha escrita, mas a sua é tão leve ainda que carregada de sentido. É algo muito próximo.
    Vou seguir ele.

    Ah,que feio; muito obrigado pelo selo. Assim que der, atualizo meu blog com ele.

    ResponderExcluir
  7. muito obrigada pelos elogios de todos, pelos desejos para 2011 (tudo em dobro para vocês) e foi um prazer entregar o selo :)

    vou te seguir no twitter, Júlia, dai te aviso :D

    Marcos, obrigada pelos selos, já estou indo lá (agradecer de novo haha).

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Deixe um comentário e compartilhe com os amigos!

Postagens mais visitadas

Peões

Hoje, somos peões.

Na grande batalha da humanidade por um passo a mais, um nível a mais em direção à utopia que imaginamos, nós somos os peões.

Há sangue. Há dor.

Há a busca pela aceitação. Somos um. Um grande pequeno pedaço de um enorme universo. Isso é lindo. Isso é esquecido. Enterrado abaixo de muita sujeira e palavras de dor, de culpa, de ódio.

Há busca pela verdade. Porque mentem e enganam, ou porque muitos se intitulam proprietários das respostas para tudo e aqueles que creem nessas respostas lutam cegamente por elas. Ou mentem e enganam e tiram dos outros tudo aquilo que têm.

Busca-se dignidade. Busca-se justiça. Busca-se orientação.

Há a destruição de tudo o que se vê. Tudo o que existe em perfeito equilíbrio na grande engrenagem da vida... desequilibrada, e não há remorso por isso. Há morte, há destruição e não há quem veja que destruir o meio é destruir a si.

Destruir o próximo é destruir a si.

Uma palavra de ódio. Um galho arrancado. Uma liturgia mal pregada. Um lí…

Então... Um Rosto na Multidão

Eu quero lutar. Você não vai me ver parar. Porque eu sei que o mundo precisa de mudanças e elas precisam começar de algum lugar, mesmo que seja por causas menores (ainda que não existam causas menores). Você não vai me ver desistir, você me verá batalhando.
Posso ser apenas mais um rosto na multidão, mas é exatamente isso que quero ser, porque é isso que uma multidão é: um monte de rostos, bravos, querendo algo mais. Então, venha ser mais um rosto na multidão ativista, e não na passiva. Seja mais uma voz gritando seus direitos.
Não é possível que você não se incomode. Mesmo que sua vida esteja boa, assim como a minha, que você possa estudar, ter seu emprego, ter sua comida, comprar suas coisas (não tudo o que você quer, mas uma coisa ou outra), não é possível que você olhe para o mundo em sua tv ou computador que você lutou para comprar e não sinta nada ao ver... ver como há pessoas que não tem comida e água e que estão doentes, ver pessoas na seca do sertão com o gado morrendo e cria…

A História de Tudo

Havia uma rua, com árvores, e alguém a atravessava. Tudo ali era um pedaço de Universo.
Um pedaço da vasta história de tudo.
A pessoa que a atravessava. O chão. As árvores. O vento que soprava.

Cada átomo e molécula uma combinação de combinações em uma grande e infinita caixa de peças de montar. Encaixe como queira. Pegue um pouco de estrelas, um pouco de dente de sabre, um pouco de cometas, um teco de folhas de hortelã. Ali vai uma bicicleta.

Cada canto para o qual olhava, via uma infinidade de possibilidades.
Não viu aquela galáxia, velha conhecida, colidindo consigo.
No chão, riram. Ondas se propagando por todo o espaço. Ergueram-se. Sorriram.

Era nébula. Nefertiti. Pétalas de rosa e gotas de mar do pacífico.
Era asteroides. César. Marfim e casca de salgueiro.
A vastidão da amazônia na imponência de Júpiter, olho no olho.

O Universo. É. Simplesmente. Desde quando começou a ser. Sem mais, sem menos. Apenas reorganizando-se como uma lista de pensamentos, uma sucessão de pastas. Combinando-se…