04 fevereiro 2012

Matadora


- Alô?
- Está com tudo pronto?
- Se está se referindo à missão que me foi dada, sim, está tudo pronto.

Colocou a bala; engatilhou. Segurava o telefone entre o queixo e o ombro. Usava lingerie preta e sentava-se em uma suntuosa cama.

- O plano?
- É desnecessário que o conheça - respondeu e desligou o telefone.

A arma sob o travesseiro.
O sorriso sedutor montado perfeitamente no rosto.
Esperava seu alvo.

O homem entrou no cômodo com ar altivo. Entraria em seu papel agora, com voz sedutora. Ele se aproxima e a tem em seus braços. Estão na cama, e sua mão está muito perto do travesseiro... da arma.

Algo gelado encosta na têmpora do mercenário. Um sorriso sutil surge nos lábios da matadora.

- Mandaram isso para você.

Ela puxa o gatilho. Algo explode. Ela está coberta de sangue.

Ele está morto.


Texto pro Bloinquês que não consegui mandar a tempo.

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Eu sei que isso é chato, mas vamos lá:

    Meu blog está sorteando dois livros. "Um homem de sorte" (Nicholas Sparks) e "Filhos do Éden"(Eduardo Sphor). Conto com a sua participação.

    http://omundosobomeuolhar.blogspot.com/2012/02/super-sorteio.html

    Beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe um comentário dizendo o que achou! :)