Pular para o conteúdo principal

Como Uma Pedra no Lago

Assistindo a um programa discutindo o bullying tendo visto, no dia anterior, algo sobre maltrato aos animais, me deu na telha escrever sobre o Homem.

Muita gente nem liga. Outros acham que o mundo deve mudar pra melhor. Sinceramente, você tem uma máquina de lavagem cerebral? Porque o Homem não é muito fácil de domar, ao contrário do que ele faz com os outros seres.

Por que o mundo tá todo errado? Reflita:

obs: vou falar coisas pesadas, aqui; se tem coração de manteiga, leia mesmo assim, para ver se não começa a fazer algo.



O Homem destrói os outros seres. Ele os maltrata de todas as formas: violenta, tortura, mata. Ele faz tráfico. O animal é,  para o homem, um objeto descartável, um meio de ganhar dinheiro. Todo esse mal acontece com os cachorros fofos que você quer adotar (porque foram abandonados na rua), com o que você come, com os animais na floresta. Acontece com os pobres seres do mar também, negligenciados pela maioria... talvez plantas sejam mais seres vivos do que peixes, para o povo (que também esquece que baleias e golfinhos não são peixes, são mamíferos, por exemplo). Pescados, com o imenso lar poluído, mortos por nada. O Homem pesca tubarões para arrancar-lhe as nadadeiras e joga de volta no mar, sofrendo, vivo. O ser humano adora pôr golfinhos e baleias para fazer shows em parques, mas lá no mar joga lanças pra atravessar a baleia e pesca os golfinhos junto com o atum que você vai pôr no sanduíche. Sim, o golfinho super inteligente que tem "línguas" diferentes para cada bando, a inteligência de um adolescente humano e que pode facilmente se rebelar e dominar o mudo.

Não negue, você sabe que é assim.

O Homem destrói as plantas. Desde um babaca arrancando um galho para brincar até outro babaca arrancando árvores inteiras para fazer algum produto consumista (eu ia acrescentar um palavrãozinho, mas serei educada). Eles destroem florestas inteiras, sem dó nem piedade, e destroem também os animais que se abrigam nessas florestas.

Vamos jogar uma bomba na casa desses caras, então.

O Homem polui rios. Água que poderia usar para beber. Mata a vida do rio. Mata a vida que poderia beber do rio. Depois reclama do cheiro e da enchente.

O Homem poluí a camada de ozônio. O ar que ele respira! Se não liga para o ar que respira e a água que bebe, como ligará para o resto?

Ele tira petróleo e outros minérios em ritmo insano e não pára para pensar que talvez ele esteja contribuindo para um desequilíbrio absurdo. Afinal, se eles estavam ali, quietos e enterrados, ali deveriam continuar.

Na natureza tudo tem uma razão de ser.

Só que como podemos tentar convencer a raça humana de tomar consciência se ele faz igual com seus iguais? E como pedir para que não abandonem animais, se abandonam os próprios filhos saídos do ventre? Como pedir para que não maltratem, torturem, violentem os animais se fazem isso com os outros seres da mesma espécie que eles? Como esperar que não matem um bichinho se matam outros seres humanos?

Não podemos pedir que não destruam florestas se jogam bombas em cidades. Não podemos pedir que não decepem as nadadeiras de um tubarão se são capazes de decepar uma pessoa ou jogar fogo nela.

Nossa espécie tem assassinos, ladrões, tem violência, tem egoísmo, tem avareza, tem egocentrismo, tem guerras, tem oportunismo, tem torturadores, tem ditadores. De crianças se batendo e xingando a países inteiros em guerra.

Nossa espécie tem pessoas doentes e passando fome, tem pessoas na miséria, pessoas sofrendo, pessoas abandonadas, pessoas que perderam as esperanças. Perderam porque viram o resto que o incrível homo sapiens sapiens fez.

Sabe o que significa homo sapiens sapiens? Homem que sabe que sabe (ou seja, ele tem consciência de sua capacidade intelectual). Somos a única espécie que tem três nomes científicos (não sei se é assim que se fala, mas você entendeu). Quanta pretensão.

Acho que é esse o problema do Homem. A pretensão em achar que é superior? Também. Mas falo de sua consciência. Seja por causa de uma fruta que dois babacas comeram num passado remoto, seja porque de homo sapiens ganhou mais um sapiens, a maldita consciência do homem é que estraga tudo. Os outros seres tem inteligência, e muita (já falei dos golfinhos aqui), mas não tem consciência dela. Talvez seja por isso que dizem que animais não são racionais. Uma forma mais fácil de explicar e que deixa o ser humano "bem na fita".

Será mesmo que estamos bem na fita?

Comecei falando que muita gente não liga pra tudo isso. Depois que outros acham que tem que haver uma mudança. O que você faz para o planeta? Tem gente que perdeu a esperança de lutar e tem gente que diz "não farei porque um só não faz a diferença". Esse discurso me deixa louca da vida.

Existe uma coisa muito cotidiana na nossa vida (que a física explica, inclusive) e que dá uma ótima metáfora.

Se você jogar uma pedrinha num lago, inicialmente aparecerá apenas uma ondinha insignificante. Só que, depois, essa onda crescerá e se abrirá e, assim, abrangerá todo o lago e moverá toda a água.

Eu serei uma dessas pedrinhas. E você?

Comentários

  1. O pior de tudo é que o homem se acha dono do planeta e não percebe que cada dia mais destroi o lugar onde vivemos.. Lamentável as pessoas que não caem na real.
    http://primeirapessoa-dosingular.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do que você tentou passar, gostei da sua intenção.
    Mas precisa rever os erros de português, como no caso de "tráfego de animais", é "tráfico de animais", logo no começo do texto.

    E também organizar mais o texto, mas a sua intenção é linda, parabéns pela iniciativa.

    ResponderExcluir
  3. Não tinha percebido esse erro, obrigada. Parece meio bagunçado porque foi meio espontâneo, não pensei muito na organização, mas mesmo assim gostaria de saber que pontos pra organizar...


    Obrigada por lerem e gostarem e compartilharem da ideia :)

    ResponderExcluir
  4. Gostei da forma que pensa e como expos a situação. Concordo em tudo com o que disse...

    Acho que uma hora as pessoas todas vao se tocar, espero que nao demore muito.

    ResponderExcluir
  5. Chorei. Eu quero ser uma pedrinha no lago. Na verdade acho que meu maior sonho era ter o poder de mudar algumas coisas na comissão de direitos humanos e no congresso nacional desse país. Penso as vezes que o homem não deveria ter recebido democracia, não sem antes aprender como utilizá-la.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Deixe um comentário e compartilhe com os amigos!

Postagens mais visitadas

Peões

Hoje, somos peões.

Na grande batalha da humanidade por um passo a mais, um nível a mais em direção à utopia que imaginamos, nós somos os peões.

Há sangue. Há dor.

Há a busca pela aceitação. Somos um. Um grande pequeno pedaço de um enorme universo. Isso é lindo. Isso é esquecido. Enterrado abaixo de muita sujeira e palavras de dor, de culpa, de ódio.

Há busca pela verdade. Porque mentem e enganam, ou porque muitos se intitulam proprietários das respostas para tudo e aqueles que creem nessas respostas lutam cegamente por elas. Ou mentem e enganam e tiram dos outros tudo aquilo que têm.

Busca-se dignidade. Busca-se justiça. Busca-se orientação.

Há a destruição de tudo o que se vê. Tudo o que existe em perfeito equilíbrio na grande engrenagem da vida... desequilibrada, e não há remorso por isso. Há morte, há destruição e não há quem veja que destruir o meio é destruir a si.

Destruir o próximo é destruir a si.

Uma palavra de ódio. Um galho arrancado. Uma liturgia mal pregada. Um lí…

Então... Um Rosto na Multidão

Eu quero lutar. Você não vai me ver parar. Porque eu sei que o mundo precisa de mudanças e elas precisam começar de algum lugar, mesmo que seja por causas menores (ainda que não existam causas menores). Você não vai me ver desistir, você me verá batalhando.
Posso ser apenas mais um rosto na multidão, mas é exatamente isso que quero ser, porque é isso que uma multidão é: um monte de rostos, bravos, querendo algo mais. Então, venha ser mais um rosto na multidão ativista, e não na passiva. Seja mais uma voz gritando seus direitos.
Não é possível que você não se incomode. Mesmo que sua vida esteja boa, assim como a minha, que você possa estudar, ter seu emprego, ter sua comida, comprar suas coisas (não tudo o que você quer, mas uma coisa ou outra), não é possível que você olhe para o mundo em sua tv ou computador que você lutou para comprar e não sinta nada ao ver... ver como há pessoas que não tem comida e água e que estão doentes, ver pessoas na seca do sertão com o gado morrendo e cria…

A História de Tudo

Havia uma rua, com árvores, e alguém a atravessava. Tudo ali era um pedaço de Universo.
Um pedaço da vasta história de tudo.
A pessoa que a atravessava. O chão. As árvores. O vento que soprava.

Cada átomo e molécula uma combinação de combinações em uma grande e infinita caixa de peças de montar. Encaixe como queira. Pegue um pouco de estrelas, um pouco de dente de sabre, um pouco de cometas, um teco de folhas de hortelã. Ali vai uma bicicleta.

Cada canto para o qual olhava, via uma infinidade de possibilidades.
Não viu aquela galáxia, velha conhecida, colidindo consigo.
No chão, riram. Ondas se propagando por todo o espaço. Ergueram-se. Sorriram.

Era nébula. Nefertiti. Pétalas de rosa e gotas de mar do pacífico.
Era asteroides. César. Marfim e casca de salgueiro.
A vastidão da amazônia na imponência de Júpiter, olho no olho.

O Universo. É. Simplesmente. Desde quando começou a ser. Sem mais, sem menos. Apenas reorganizando-se como uma lista de pensamentos, uma sucessão de pastas. Combinando-se…