Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2012

Ser Chocolate

Já sentiu um ambiente pesado, no qual o desespero era palpável, a adrenalina te chacoalhava e tudo fedia a medo?

Medo de dor. Medo de sangue. Medo de morte.

E o momento em que algo acontece e isso tudo te atinge como um trem bala... você perde o chão, perde o ar. Você treme, teme.

O momento em que você, do lado de fora, vê tudo isso acontecendo com outra pessoa?

Agora, já sentiu sua paz interior se esvair em segundos por passar na rua ao lado de alguém que ocupava a posição de trem bala?

O medo é inesperado e, quando surge, nos surpreendemos. Não pelo que falamos ou fazemos: apenas pelo fato de descobrirmos que ele existe.

E então, às vezes, a coragem dá um tapa na nossa cara. Arde. Dói. Mas ela, ao contrário do que muitos pensam, não está dizendo para você não sentir todas essas coisas repulsivas. Ela não quer que você reprima sua náusea. A coragem só dá esse tapa na sua cara para dizer "Ei, você aí! Acorda!". Ela não substitui o medo, apenas faz você pensar melhor, refletir…

Seu Lar

Era desatenta. Mas não se preocupava com o que cruzaria seu caminho, pois contava com uma pequena proteção. Nada sobrenatural, não... eram só pessoas.
Sabia que, se ela se perdesse, poderia olhar ao redor e encontrar rapidamente aqueles que afastariam seus demônios mais sinistros, escoariam seus medos, os que a levantariam, sempre que caísse. Nunca estaria sozinha.

Eram pessoas dos mais variados tipos. Eram esquisitos, com manias e com trejeitos curiosos. Personalidades diversas. Riam, muito. Falavam besteira, se divertiam, aprendiam. Cresciam. Parecia meio engraçado olhar para aquelas pessoas ao lado dela. As vezes parecia óbvio que um estaria ao lado do outro; outras, pareciam um pouco diferentes demais.
Esse é um problema sério: aparências. Quem vive disso mal sabe que é nas diferenças que se encontra a identidade e a semelhança. Ela sabia que a primeira coisa em comum com todos eles era exatamente o fato de serem incomuns.
Pelas coisas que diziam, pelas coisas que faziam e pelo q…