11 agosto 2013

Algumas Lembranças

Tomar café. Ver e ler livros, montes deles. Comprar pipoca, tropeçar e cair e lembrar disso todas as vezes que entrar no cinema. Ser um pé-colé e sempre dar problema no carro. Brincar de foca, com a bola equilibrada na cabeça, e sentir-se um elefante por ainda lembrar disso. Ir em shows dos seus sonhos e estar tão loucamente feliz que nem lembra de tirar uma foto com quem te levou lá (mas corrigir o erro no show seguinte). Ser consultada sobre filmes porque tem alguém para ir junto ao cinema todos os fins de semana e ver todo o tipo de filme. Conhecer cachoeiras. Comer ceias de Natal em datas adiantadas. Aprender matemática e física. Chocolate e amendoim. Copos saídos do congelador com uma super pedra de gelo para resfriar o refrigerante. Pequenas invenções curiosas que ninguém tinha pensado antes, por mais óbvias que pareçam (ou não). Pescar uma vara de pescar que foi capturada por um peixe. Ir a museus lindos. Feira de antiguidades. Galeria do Rock. "Me solte". "Piquepique". Tranqueiras. Filosofar. Parar em todas as vitrines de relógio. Parar em todas as livrarias. Assistir House. Ouvir música boa no carro. Ouvir música boa em casa. DVDs de shows e clipes. Redescobrir músicas de quando era muito criança. Receber pedidos impossíveis de músicas para tocar no violão. Gostar de coisas nerds. Arma anti-ET. Bienal do Livro. Escalar até subir em seus ombros e sentir-se a pessoa mais alta do mundo.

Um fluxo de lembranças de quase vinte anos vem a cabeça. O meu presente é juntar um monte de palavras e dizê-las, tentando contar algumas dessas imagens que tem um personagem principal. Um personagem cujo dia é hoje. Todos os filmes, músicas, livros e aventuras não passam de uma pequena parte de uma história bem mais grandiosa. A história por trás daquele fluxo cheios de lembranças do meu pai.




Feliz dia dos pais para o melhor pai do mundo!

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita! Deixe um comentário dizendo o que achou! :)