O Tempo

Falaram-me "escreve sobre o tempo". O que escrever sobre o tempo? São tantas facetas...

Foto Aliane Soares
Não escrevi. E perdi o tempo. Escorreu de minhas mãos, encharcado de rotina, de obrigações, de cansaço, de irritações. Passou por mim e não tive tempo de olha-lo, muito menos de escrever a seu respeito.

Mas em meio a si vi pérolas.

Aquelas de quem sabe aproveitar o tempo que tem e que passa e faz coisas maravilhosas, diz coisas maravilhosas.

Vi alguém dizer te amo, sem contexto, sem motivo. Não precisa disso.

Vi o resultado de trabalho bem feito, alguém crescer e alcançar um objetivo final. A alegria de falar-lhe sobre o orgulho de ser parte dessa história.

Vi alguém declarar que qualquer coisa que faça a outra pessoa feliz é melhor do que vê-la triste como esteve dias antes.

Vi alguém superar as próprias expectativas quanto às suas habilidades e fazer coisas que não esperava fazer.

Vi tanto.

Em uma semana sem tempo, percebi que ele estava ali o tempo todo: sendo usado para ver quem o aproveitava e fazia ou dizia o que precisava.

Talvez, então, eu não esteja vendo as pérolas que caem em meio ao tempo.

Talvez deva escreve-las mais vezes. Para que outros possam vê-las.

08/11/18
Aos que me deram estas e tantas outras pérolas para escrever e viver.

Comente com o Facebook:

2 Comentários

  1. Lindo! Superando o tempo, orgulho de ser sua prima nha veia.

    ResponderExcluir
  2. Muito linda essa sua visão do tempo.Fico orgulhosa demais de ver sua evolução como escritora.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe um comentário e compartilhe com os amigos!