5 Razões Por Que Queer Eye é Inspirador


Você já sentiu que precisava dar uma repaginada em tudo da sua vida? Seu visual, sua casa, alimentação, sua mente? Imaginou se não poderia aparecer um ser mágico, tipo uma fada madrinha, para te ajudar nessa transformação em um segundo? Bom, isso existe mas são 5 fadas madrinhas e o período é de uma semana.

Estou falando do Fabulous Five, os cinco fabulosos do programa Queer Eye. Quem são eles? Cinco homens gays, cada um com uma especialidade, que ajudam pessoas indicadas por seus amigos ou familiares a mudar de vida e se sentirem melhor e mais confiantes. Eu citei o reality show em outro texto há um tempo atrás.

Originalmente o programa se chamava Queer Eye for the Straight Guy e passava nos canais a cabo. Ainda eram cinco gays e cada um com uma especialidade: moda, cuidados pessoais, design de interiores, cozinha e cultura/psicologia. Neste período eles só trabalhavam com homens heterossexuais, por isso o nome. Porém, mais tarde, o nome do programa foi alterado para atender um público mais amplo.

A Netflix resolveu trazer o programa de volta com Antoni (culinária), Tan (moda), Jonathan (cuidados pessoais), Bobby (design de interiores) e Karamo (cultura), homens glamurosos e de corações enormes. A terceira temporada saiu recentemente e estou aqui para te mostrar por que você precisa assistir!


Não é um programa de vaidade

Parece que um monte de gente indo fazer uma repaginada no visual da pessoa vai ser algo bem vazio, só sobre vaidade. Não! O programa é sobre auto conhecimento e construir a confiança de um indivíduo. É sobre restaurar a auto estima e mostrar a beleza das pessoas, interior e exterior, e sua força.

O trabalho do Fab Five não é só estético, eles cuidam do psicológico das pessoas e as ajudam a ver seu potencial e o quão maravilhosas e fortes são. Eles sabem que o sentir-se bem é um trabalho de dentro para fora e vice-versa. Enquanto você assiste, você começa a enxergar isto também.

Entendemos como cuidar de nós por dentro e por fora

Muitas vezes você, por algo que passou ou algum outro motivo, não sente muita positividade com relação a si. Não vê beleza ou confiança, não sabe muito bem como pode organizar suas coisas e a vida ou está tão preso(a) na rotina que não consegue ter tempo para si. O Fab Five lida com pessoas assim: famílias que estão uma bagunça por falta de tempo, jovens com alguma história que os fez muito retraídos, mulheres batalhadoras... Pessoas que, em uma semana, florescem e se transformam completamente, aprendendo a se valorizar e a cuidar de si.



E nós, ao assistir, identificamos o que fazemos (ou não) e aprendemos como resolver o problema. Vai além das dicas estéticas (como combinar as cores, como passar o creme) ou de design e culinária e chega a como valorizar todo o ser único e maravilhoso que você é e lidar com os obstáculos que você encontra na vida. Nesta temporada um garoto sobe uma parede de escalada e, depois, conta que tem medo de altura. O exercício era sobre mostrar aventuras fora do quarto e o potencial dele e acabou demonstrando muito mais força vinda do garoto do que Karamo (o psicólogo) esperava.

Ao ver estas histórias, depois de várias lágrimas, passamos a entender que na vida o importante é nosso bem estar e, para alcança-lo, temos que cuidar de nós mesmos por dentro e por fora.

As histórias das pessoas são inspiradoras

Sabe o menino com medo de altura? Ele perdeu a mãe criança e escondeu o garoto extrovertido que era em um muro. Em uma semana, ele estava brilhando e interagindo com os amigos, confiante de si. Essa é uma história. Nesta série temos pessoas que lidaram com todo tipo de coisa triste, mas também temos outros cuja a história não é tão triste mas nos faz chorar mesmo assim.

Uma destas é das irmãs donas de uma churrascaria que trabalhavam sozinhas e lidavam com filas enormes porque já tinham muita fama. Era um negócio de família e, no programa, o Fab Five lhes deu estrutura para o restaurante, uma marca mais coesa, ajudaram a comercializarem seu famoso molho de churrasco e ainda melhoraram o visual delas de forma que uma delas começou a sorrir sem se esconder... E você vai ter que assistir para entender porque!

Este foi um dos episódios que mais me emocionaram. Todas as histórias são maravilhosas e vale a pena ver para ter aquela sensação de que há esperança no mundo: existe muita gente maravilhosa por aí.

Os rapazes são maravilhosos

Por falar em gente maravilhosa, mudar as vidas das pessoas em uma semana não é para qualquer um... ou cinco. Especialistas em suas áreas, os rapazes do Fab Five são muito humanos na forma em que tratam as pessoas com quem estão trabalhando. Eles escutam e mostram o caminho, questionam e apontam possibilidades, sempre dando muito espaço para a pessoa decidir o que a faz se sentir confortável. Eles buscam trazer a pessoa para si mesma, fazê-la ver quem ela é e como ela é maravilhosa. Com todas as histórias que eles encontram pelo caminho eles demonstram compaixão e, aos poucos, vamos descobrindo que eles, também, são pessoas com histórias inspiradoras e que conseguiram dar a volta por cima e se tornarem fabulosos.

Todos somos fabulosos

Com isso, acho que já dá para entender que, no fim, Queer Eye é um reality show que vem para provar que todos somos fabulosos. Você, que está lendo isto agora, seja lá qual for sua história, é um ser humano maravilhoso e inspirador também e precisa apenas mostrar, de dentro de você para fora e de fora para dentro, todo o seu brilho. A inspiração para ser a sua melhor versão não precisa vir de cinco caras gays ou de uma fada madrinha: ela está, principalmente, em você mesmo!

Não se esqueça: cuide de seu corpo e sua mente e seja fabulosa! 

Se você assiste Queer Eye, conte o seu momento favorito! E compartilhe com seus amigos que precisam redescobrir o brilho que há neles!

Comente com o Facebook:

0 Comentários