Livros famosos para cultivar a sua imaginação

Sabe aqueles momentos em que você simplesmente não tem mais criatividade para nada e, portanto, não consegue seguir adiante com seus projetos? Ou aqueles em que você precisa solucionar um problema e está completamente travado? E, ainda, o momento de tédio em que nada te atraí e você se afunda cada vez mais na preguiça?

Pois bem, este texto é para você que sofre destes momentos. Por quê? Muito simples: você precisa cultivar sua imaginação. Afinal, para criar coisas novas ou solucionar problemas você precisa imaginar, certo? Precisa pensar em cenários e soluções, fazer conexões rápidas e fora do que é previsível. Para isso, você precisa treinar o seu cérebro a trabalhar, faze-lo pensar com frequência.

Quanto mais você lê e imagina, mais sua mente trabalha. E seus momentos de tédio se tornam um momento de lazer que ainda vai fazer bem para você. Lazer, bem-estar, fazem sua mente sentir-se feliz.

Aqui vão alguns livros que vão fazer você pensar, sentir e imaginar bastante. Grandes inspirações para pessoas criativas, ou não, poderem dar vida aos seus projetos. Muitos destes livros têm elementos de fantasia, mas você não precisa ler necessariamente fantasia para cultivar sua imaginação, ok? Clássicos ou modernos, todos desta lista são bem famosos e, se você ainda não leu, deveria.

Viagem ao centro da Terra

Nesta história você acompanhará viajantes até um vulcão e entrará em uma rota com um destino incomum: o centro da Terra. E ao chegar lá, você verá as coisas mais diversas e fantásticas e terá grandes aventuras. Este livro é um clássico do visionário Júlio (Jules) Verne, cujos livros todos são igualmente maravilhosos e recheados de aventuras para todas as idades e imaginações.


Épico

Garimpado em um estande em uma Bienal do Livro, encontrei-o por dez reais. Foi uma das melhores surpresas que tive na vida.
O livro, de Conor Kostick, se passa em um futuro distante em que a humanidade precisou mudar-se para outro planeta, onde vivem um estilo de vida sem violência e ecológico. As negociações, o dinheiro e, inclusive, as brigas entre as pessoas acontecem em outro lugar, inusitado: em um jogo chamado Épico. Nele, as pessoas criam seu personagem e ficam online resolvendo seus assuntos. Em determinado momento, um garoto resolve criar uma personagem belíssima e fugir da mesmice, explorando o mundo como um jogador normal. É então que ele começa a descobrir muitos mistérios e aventuras que irritam quem ele não deveria irritar... É daqueles livros que não param, você se sente dentro da aventura e devora as páginas. Parte de uma trilogia, os outros dois livros não foram publicados no Brasil, mas ainda tenho esperança de um dia as pessoas o descobrirem.

Harry Potter

Claramente não poderia faltar na lista o livro que moveu milhares de jovens, crianças e adultos (e ainda move) para um hábito de leitura e imaginação. A série de livros de J. K. Rowling moldou uma geração e transformou a indústria do entretenimento, é inegável. Muitos livros juvenis e de fantasia surgiram, ou passaram a ter grande sucesso, após a explosão do fenômeno Harry Potter. E não é para menos: é uma série de livros para se passar horas devorando as páginas e os mistérios envoltos em pura magia, excelente para dar uma impulsionada na sua imaginação. Se você já leu, sabe que é sempre bom reler. Se você ainda não leu, por ser mais novo ou por não ter lido, faça-o, logo! E não adianta assistir aos filmes: a ideia aqui é você imaginar os cenários, lembra?

Senhor dos Anéis

A grande trilogia do mestre da fantasia, J. R. R. Tolkien, é o ápice da imaginação. Livros ricos em detalhes do mundo criado pelo autor, chegando ao nível de ter seus próprios idiomas fictícios, as histórias da Terra Média em geral, não só da trilogia Senhor dos Anéis, são um prato cheio para um cérebro buscando inspiração. Se você se sente intimidado, afinal são livros grandes e com uma linguagem e riqueza de detalhes um pouco mais trabalhados, comece com O Hobbit. A linguagem é bem mais descontraída e leve e o desenrolar da história é mais rápido.

Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho

A história de Lewis Carroll é um clássico infantil recheado de fantasia e elementos bem loucos, prontos para alimentar sua cabeça com ideias completamente fora da caixa. Inclusive, existem simbolismos em toda a história, para fazer você pensar. A história é bem diferente de adaptações que vemos por aí, o que nos deixa criar muito mais em nossas mentes.

A Arma Escarlate

Vamos de Brasil! Eu já tinha exaltado outra obra fantástica brasileira antes, e agora é a vez deste livro. Ele é parte de uma série que por enquanto tem dois livros lançados e é uma preciosidade que deveria se tornar um marco de nossa literatura. Renata Ventura (um amor de pessoa) é fã de Harry Potter e criou o mundo bruxo brasileiro, completamente dentro de nossa cultura. Ela criou nossos feitiços, escolas (sim, no plural), criaturas e, claramente, mostrou todos os problemas que vemos por aqui dentro do contexto da magia. A história mostra um menino de favela que descobre ser bruxo e vê, nisso, a oportunidade para se livrar do cara que o está perseguindo. Ler A Arma Escarlate é ver personagens humanos e magia em nossa própria terra, com uma qualidade de clássico da fantasia mundial e um enredo de te prender na cadeira. Se você é fã de fantasia, você precisa conhecer estes livros! O segundo é A Comissão Chapeleira. E, depois que você ler, a Renata é super acessível para você trocar uma ideia com ela sobre o quanto você amou a história.

Percy Jackson e os Olimpianos e Heróis do Olimpo

Narrativa como se conversássemos com os personagens, história ágil e fácil de ler, as duas séries de Rick Riordan são uma excelente forma de introduzir crianças e adolescentes ao mundo dos grandes clássicos Épicos; recheadas de mitologia grega e romana, Rick conseguiu encontrar uma forma de abordar as histórias mitológicas de uma forma divertida e em uma linguagem perfeita para o público infanto-juvenil. Mas, se você é mais velho, vale a leitura também: os livros são engraçados, emocionantes e, inclusive, acabam realmente despertando a curiosidade para aprender mais sobre mitologia (me peguei pesquisando deuses greco-romanos diversas vezes quando acabei os livros). As duas sagas têm, no total, dez livros. A Heróis do Olimpo tem uma pegada levemente mais madura e conta a história do ponto de vista de mais personagens além de Percy. Rick Riordan lançou também As Provações de Apollo e outros livros de outras mitologias (Egípcia e Nórdica, por exemplo), e, apesar de não tê-los lido ainda, creio que vale a pena dar uma olhada!

Jogos Vorazes

Imaginar um mundo distópico cheio de cenas de ação eletrizantes com certeza é um bom treino para a mente. Suzane Collins tem um talento enorme para criar uma narrativa do tipo desespero: você começa e não tem como parar até terminar a última palavra. A trilogia Jogos Vorazes faz você sentar na beira da cadeira e roer as unhas. As cenas de ação são muito bem descritas e você se sente na pele dos personagens enquanto eles passam por diversas provações físicas e psicológicas. Leia!

A Menina que Roubava Livros

Inesperado, não? Mas Markus Zusak é sempre uma opção por sua linguagem poética que te carrega no colo e aquece o coração. O livro que já é um clássico no coração de seus leitores conta a história de uma garotinha que se encontrou com a Morte três vezes: e isto chamou atenção da ceifadora o suficiente para contar sua história. Já falei sobre o livro antes também. É uma narrativa linda, cheia de personagens tocantes e vivos: você se sente um deles, desvendando a vida em meio a guerra. Ora, a história de uma roubadora de livros, passada na segunda guerra, contada pela própria Morte parece ser combustível o suficiente para a imaginação. E se a Morte conta uma história, você deve parar para ler.

Coisas Frágeis

Se você curte contos e está afim de uma leitura mais rápida e esporádica, os dois livros de Neil Gaiman são a escolha perfeita. O autor é conhecido pelas histórias tensas, fantásticas e por provocar o leitor a viajar com ele. Gaiman passeia por fantasia, ficção científica e terror, te levando por mundos completos mesmo que em poucas páginas. Qualquer coisa escrita pelo mestre autor dos quadrinhos de Sandman é uma ótima opção, mas se você busca a tal brevidade, Coisas Frágeis 1 e 2 são os livros para você.

Preciosidades, cada uma a sua forma, todas estas histórias são do tipo em que você se sente imerso na narrativa e, com certeza, te farão ver o mundo com outros olhos assim que acabar de ler. Bora criar! E me conta: qual destas aventuras você já leu? Quais outras você acha maravilhosas para nos fazer imaginar?

Comente com o Facebook:

0 Comentários