Pular para o conteúdo principal

Sobre Letícia Wilhelm

Meu nome completo é gigante (Letícia Martins da Quinta Barbuy Wilhelm, um chocolate pra quem decorar e falar direito). Sou de Santos (SP) e de Dezembro de 1993. Faço Letras (Português-Inglês) e pretendo ser poliglota (estudo Italiano e outras duas línguas que acho lindas e adoraria aprender são Alemão e Russo). Faço também Web Design. Um dia serei super especialista em algo das Letras, não sei exatamente o que (linguística, literatura e idiomas me atraem, não dá assim).

Quando era criança e me perguntavam o que seria quando crescesse (principalmente quando era lição de casa desenhar o que você queria ser), eu dizia "escritora, jornalista, protetora da natureza e vegetariana". Sempre fui "protetora da natureza" (o que, mais tarde, descobri que se chamava "ativista"), há um bom tempo sou escritora e há dois anos sou vegetariana. Vamos ver no que dá o jornalismo. Dizem que a escrita e o jornalismo dentro de mim foram herdados do meu avô (jornalista e dramaturgo), e talvez seja isso, não sei. Só tomei consciência absoluta de que devia seguir isso de verdade lá por volta dos treze ou catorze anos, e logo depois criei o blog.

Amo ler. Amo demais, mais do que é saudável talvez, e a fase mais triste foi quando pararam de me dar livros porque cansaram. Ainda bem que agora retomaram o hábito (hehehe). Enfim, dos livros aprendo sobre a vida e faço parte de outros mundos, mas também absorvo algo no sentido da escrita... assim, tenho influências de alguns autores lindos, cada um em um sentido (todos amplos). Os mais inspiradores e que mudaram minha vida são JK Rowling e Markus Zusak, além de vários outros de literatura (Tolkien, Cabot, Snicket, Riordan, Collins, Orwell, Verne, Brontë, Austen, Lewis...), cronistas brasileiros (Sabino, Veríssimo, Scliar, Drummond, Rubem Braga...), e poetas diversos (Dummond novamente, Lispector, Pessoa, Florbela Espanca...).

Estou escrevendo um livro, que está realmente se desenvolvendo.
Gosto de, no tempo livre, tocar violão, comer chocolate e ver da janela a chuva caindo. 

Foto de um vídeo criado para ilustrar sonetos de Florbela Espanca.

Se você estiver se sentindo nostálgico, leia a "bio" antiga e enorme aqui.

- Leia minha primeira "entrevista"! Clique aqui para ler (a primeira é sobre "escrever", as outras entrevistas foram sendo feitas depois).
- Quer outras entrevistas minhas nada a ver com escrever? Aqui e aqui (esse tem um pouco a ver com escrever).

Comentários

Postagens mais visitadas

As Bolhas

Sigo uma filosofia de olhar todos como neutros. Cada dia, as pessoas são uma coisa. De vez em quando, bolhas de sabão. Outras vezes, são todos bonecos de papelão.
Não importa a figura do dia, todos são idênticos à minha frente.
Não os vejo assim porque penso em um mundo massificado onde todos são iguais, dominados e alienados. Nada disso. Mesmo porque, de qualquer forma, já vivemos mais ou menos assim.
Os vejo como bolhas de sabão porque sei que é o certo a se fazer. Enquanto não conhecer a pessoa, ela é uma bolha. Dentro há uma infinidade de curiosidades para se descobrir. Quando a bolha estoura descubro o nome e, depois, a pessoa em si. Como ela é, o que pensa, o que gosta.
E, ainda assim, mesmo depois de a bolha estourar, tenho em mente que todos fomos bolhas. Eu era a bolha dele, ele a minha, nós dois a sua.
Escolhi bolhas porque elas são simplesmente redondas, de sabão e ar, e flutuam por aí, iguais, livres. Mas todas têm um brilho especial ao sol e um quê de diversão... Quem não gost…

Selo de Qualidade

Meu primeiro selo, que me deram no dia seguinte do meu aniversário. Um baita presentão!

Por falar em meu aniversário, ele foi muito bom e a minha amiga me conseguiu "replys" (respostas) no twitter de três pessoas "famosas" que eu adoro muito, me desejando feliz aniversário. Um deles até disse meu nome mesmo, além do meu endereço (não sei como explicar essas coisas de um modo que os leigos em twitter que lêem esse blog possam entender, mas tudo bem).

De qualquer forma, o presente que ganhei, o selo de qualidade, é esse aqui embaixo e foi entregue pela Maiara, do blog Entrelinhas (muito obrigada, querida):


E com esse selo tenho que indicar 10 blogs (e avisar seus donos, claro) e falar 10 coisas sobre mim. Então vamos lá:

Os Blogs:

- http://cronicasdachica.blogspot.com/
- http://complexodecassandra.wordpress.com/
- http://antesdodiaterminar.blogspot.com/
- http://andersontomio.blogspot.com/
- http://denovomaisumavez.blogspot.com/
- http://anaclaraqs.blogspot.com/
- ht…

Então... Um Rosto na Multidão

Eu quero lutar. Você não vai me ver parar. Porque eu sei que o mundo precisa de mudanças e elas precisam começar de algum lugar, mesmo que seja por causas menores (ainda que não existam causas menores). Você não vai me ver desistir, você me verá batalhando.
Posso ser apenas mais um rosto na multidão, mas é exatamente isso que quero ser, porque é isso que uma multidão é: um monte de rostos, bravos, querendo algo mais. Então, venha ser mais um rosto na multidão ativista, e não na passiva. Seja mais uma voz gritando seus direitos.
Não é possível que você não se incomode. Mesmo que sua vida esteja boa, assim como a minha, que você possa estudar, ter seu emprego, ter sua comida, comprar suas coisas (não tudo o que você quer, mas uma coisa ou outra), não é possível que você olhe para o mundo em sua tv ou computador que você lutou para comprar e não sinta nada ao ver... ver como há pessoas que não tem comida e água e que estão doentes, ver pessoas na seca do sertão com o gado morrendo e cri…